Sempre me interessei por produção de crítica, em alguns momentos me dediquei mais a fundo a escrever ou buscar ferramentas para dialogar com trabalhos, o que também vejo como uma espécie de trabalho de mediação.

Neste blog ficou registrada uma prática que existiu durante algum tempo. Tratava-se de inventar uma maneira de escrever críticas.

Agora o interesse nesta prática continua, mas as questões se modificaram um pouco, aqui compartilho as "novas" questões provisórias e algumas possíveis ferramentas que encontro e também as que produzo para alimentar esta conversa.

Quanto à produção de trabalhos de arte:

- A quem isso interessa?

Considerando que isso de uma maneira ou de outra interessa a alguém, e sem querer especular quais seriam os "perfis" destas pessoas e seu índice de frequência em diferentes contextos e manifestações artísticas, levanto também uma questão a respeito da responsabilidade deste "público".

Considerando que este público sou eu, e que este público é você, a questão é também:

- Como se dialoga com um trabalho de arte?
obs1. não estou falando em interatividade;
obs2. não estou falando necessariamente que isso o que eu escrevo é arte. (mas pode ser... logo: como você dialoga comigo?)

Ferramentas:

#Lentes

#em andamento: tentativa de esgotar uma obra, iniciada nos encontros para produzir instruções performáticas.

#manifesta work book: let's dance!?

mavi with Indexhibit